Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo reflexões

Verdadeiramente humano

"Não importa que você não consiga memorizar todos os ensinamentos adquiridos ao longo de sua vida. No processo de se conectar diversas vezes à sabedoria a sua mente e o seu coração vão se depurando." Um discípulo chegou para seu mestre e perguntou: Porque devemos ler, estudar, considerar e refletir sobre a sabedoria se nós não conseguimos memorizar tudo e, com o tempo, acabamos esquecendo? Somos obrigados, constantemente, a retomar o que já não está mais em nossas memórias. O mestre não respondeu imediatamente ao discípulo. Ele fitou o horizonte por alguns instantes e depois ordenou ao discípulo: Pegue aquele cesto de junco, desça até o riacho, encha o cesto de água e o traga até aqui. O discípulo olhou para o cesto sujo e achou muito estranha a ordem do mestre, mas mesmo assim obedeceu. Pegou o cesto, desceu os cem degraus da escadaria do mosteiro até o riacho, encheu o cesto de água e começou a subir de volta. Como o cesto era todo cheio de furos, a água foi es

O tempo e a vida

365... chegando na reta final.  Mais um ano que passou tão rápido. Engraçado como a sensação é coletiva. Outro dia falávamos sobre o assunto e como vivemos um tempo diferente. Sim, "tempos diferentes", não somente quanto aos hábitos do ser humano e às novas tecnologias e evoluções existentes, mas também no sentido mais estrito da palavra. O mundo evolui, embora o ser humano não consiga acompanhar em sua evolução pessoal, aprendendo amar, respeitar e seguir os melhores caminhos. Corremos de um lado ao outro. O dia que começou há poucas horas parece chegar ao fim, mal tendo iniciado. E nos momentos em que nos permitimos parar alguns segundos ou minutos no decorrer do dia, pensamos: o que faço com meu tempo? qual é o meu tempo? Você sabe em que tempo vive? Encaixa-se totalmente nas vivências destes tempos? Final de ano sempre foi tempo de fazer planos e tentar estabelecer metas. ....vou fazer isso ou aquilo... Mais 365 dias... Talvez e, muito provavelm

Aproveite o momento

Ahh!! Enfim chegou o Natal ! Nada como os encantos dessa época do ano. Tão bom sentir o clima desse momento. Fica tudo mais tranquilo, mais em paz. O ser humano fica mais humano e parece lembrar disso. Lembra-se que existe fraternidade Que existe o bem-querer e o amor. Ahh..... o Natal!!! Momento de paz e luz Aproveite o momento e faça uma reflexão Pense como foi seu ano e suas ações Reflita se fez tudo que podia ter realizado pelo semelhante. Reflita se pode melhorar e evoluir como ser humano E o mais importante, pense sobre o verdadeiro significado do Natal. Vale a pena! Um Natal cheio de paz, luz, amor e harmonia E um Novo Ano com realizações maravilhosas

Fazendo a diferença

Conta a história que, em meados do ano 1905, Elezéard Bouffierd, um homem com pouco mais de cinquenta anos, passou a morar sozinho em uma região montanhosa da França, no vale da Provença. Nessa época, as terras estavam devastadas e nada crescia além das lavandas silvestres. Uma desolação total. Havia secura por toda parte e, para que ele pudesse sobreviver ali, extraía água de uma fenda natural e profunda. Diariamente esse camponês dedicava-se ao trabalho de examinar, com muita atenção e cuidado, várias sementes de carvalho. Escolhia as melhores e as separava em grupos de dez. Depois saía a caminhar pelas montanhas, levando consigo um comprido bastão de ferro e os grãos anteriormente selecionados. No alto das colinas, fazia buracos com o bastão, depositava as sementes e as cobria com terra. Plantava carvalhos numa terra que não era sua. A cada dia, com extremo cuidado e em completa solidão, aquele homem plantava cem grãos. Calculava que já havia semeado cem mil ár

Mundo Interior

Ouço que....  a natureza é uma lauda eterna De pompa, de fulgor, de movimento e lida, Uma escala de luz, uma escala de vida De sol à infima luzerna. Ouço que a natureza, - a natureza externa, - Tem o olhar que namora, e o gesto que intimida Feiticeira que ceva uma hidra de Lerna Entre as flores da bela Armida. E contudo, se fecho os olhos, e mergulho Dentro em mim, vejo à luz de outro sol, outro abismo Em que um mundo mais vasto, armado de outro orgulho, Rola a vida imortal e o eterno cataclismo, E, como o outro, guarda em seu âmbito enorme, Um segredo que atrai, que desafia - e dorme. Soneto de Machado de Assis " ......E nessa vastidão, entranhada em nuances complexas de sentimentos, transforma-se, cada ser, em um universo particular e infinito de incontáveis vivências." Stuka Angyali

Como vai sua Alma?

"Desordem Depressiva; Síndrome de Pânico; Transtorno Obssessivo-Compulsivo - Estranhos nomes assume essa coisa que alguns chamam de alma”— L.B.A—Montenegro-RS ) Como falarmos do Ser Humano sem falarmos de sua alma. É impossível separar. Quando buscamos o entendimento da alma notamos vários significados para o termo, desde o religioso, passando pelo filosófico, até chegarmos à mitologia grega no mito de Psiquê. Do grego Psychein (“soprar”) é uma palavra ambígua que significava originalmente "alento" e posteriormente, "sopro". Dado que o alento é uma das características da vida, a expressão "psique" era utilizada como um sinônimo de vida e, por fim, como sinônimo de alma, considerada o princípio da vida. A psique abrange conceitos que nos levam ao Si Mesmo, conceituado da seguinte forma: “O Si mesmo representa o objetivo do homem inteiro, a saber, a realização de sua totalidade e de sua individualidade, com ou contra sua vontade. A dinâmica desse proce