Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo poder

Tornou-se utópico

Ontem recebi um telefonema. Era um amigo. Não era simplesmente um amigo. Era um amigo de minha infância....muito tempo. Estudamos juntos lá na época do "primário", hoje denominado ensino fundamental. Foi magnífico relembrar as peripécias de nossa infância e os amigos da época. E fulano onde está? você sabe de sicrano? e beltrano, o que anda fazendo? Como o tempo passa!!! Interessante as perspectivas que se tem da vida, de acordo com a idade que temos. Naquela época, quando tínhamos 7 ou 8 anos de idade, não havia qualquer tipo de preocupação, a não ser ir à escola e, nos momentos livres, brincar. Como é bom ser criança e brincar!! Depois você cresce e vai para a faculdade. Outras preocupações, outra fase. Como vai ser depois que me formar, onde vou trabalhar? Vou ser um bom profissional? O tempo passa!! Anos passam...e a rotina diária nem sempre te permite parar para refletir. O que você fez no último anos? - perguntei ao amigo de infância.

Ser irresoluto

"Ser apenas mais um Entre tantos de si. Ser apenas mais um Entre tantos circundantes. Eternamente irresoluto, Ser o destoante ser! Incongruentes desejos De insânia inquietude. Aturdido em consumismos, Perde-se em devaneios: Entre o essencial E o querer Ahh! Energúmeno ser Embasbacado Entre poder E pudor." "Sempre que tiveres dúvidas, ou quando o teu eu te pesar em excesso, experimenta o seguinte recurso: lembra-te do rosto do homem mais pobre e mais desamparado que alguma vez tenhas visto e pergunta-te se o passo que pretendes dar lhe vai ser de alguma utilidade. Poderá ganhar alguma coisa com isso? Fará com que recupere o controle da sua vida e do seu destino? Por outras palavras, conduzirá à autonomia espiritual e física dos milhões de pessoas que morrem de fome? Verás, então, como as tuas dúvidas e o teu eu se desvanecem." Gandhi Portinari - "criança morta" 

O Muro

Corredores de longa distância, referem-se a um determinado estado como “o muro”. Trata-se daquele período agonizante, ainda no começo da corrida, quando o corpo recusa-se a seguir. Competidores experientes sabem que, uma vez ultrapassado “o muro”, as coisas tornam-se bem mais fáceis, e eles podem continuar seguindo em frente. O próximo ponto é chamado de “o barato dos corredores” – uma total euforia que é sentida depois de transposto esse “muro”.A situação é a mesma em relação a qualquer esforço, seja nos negócios, nos relacionamentos ou em outros tipos de projetos. É fácil começar algo. Você tem excitação e adrenalina suficientes. Quando você já estiver em ação, você começará a aproximar-se do “muro”. É aí que a maioria das pessoas desiste. É nesse momento que você estará frente à frente com os desafios mais difíceis. É isso que separa os vencedores de todo o resto. NÃO desista. Junte toda a sua força e sua vontade e obrigue-se a ultrapassar esse muro. Encare as dificuldades no iníc

O Poder das Palavras

Um orador fala do poder do pensamento positivo e das palavras. Um participante levanta a mão e diz:-- Não é porque eu vou dizer felicidade, felicidade, felicidade! que me irei sentir melhor e não é porque eu vou dizer desgraça, desgraça,desgraça! que me irei sentir menos bem: não são mais que palavras. As palavras são isso mesmo, sem poder... O orador responde:-- Cale-se, seu idiota, é incapaz de compreender o que quer que seja! O participante está paralisado, ele muda de cor e prepara-se para replicar agressivamente:-- Você, espécie de... O orador levanta a mão:-- Peço que me desculpe. Eu não quero magoar. Peço que aceite as minhas sinceras desculpas. O participante acalma-se. Os outros participantes murmuram e há agitação na sala. O orador intervém:-- Têm a resposta à questão que puseram: algumas palavras desencadeiam dentro de vos raiva e cólera. Outras acalmam-vos. Compreendem melhor o poder das palavras?

Pontos de vista.....Oportunidades

Uma vez uma companhia enviou um vendedor de sapatos a uma cidade na África aonde ele nunca tinha vendido. Ele era um dos vendedores mais antigos e experientes, e esperavam grandes resultados. Logo após sua chegada à Africa, o vendedor escreveu para a companhia dizendo :-- É melhor vocês me chamarem de volta. Aqui ninguém usa sapatos. Foi chamado de volta. A companhia decidiu então enviar um outro vendedor que não possuía muita experiência, mas era dotado de grande entusiasmo. A companhia achava que ele seria capaz de vender alguns pares de sapatos. Pouco depois de sua chegada ele enviou um telegrama urgente para afirma dizendo :-- Por favor, enviem todos os sapatos disponíveis. Aqui ninguém usa sapatos!

Poder do pensamento

Sempre num lugar por onde passavam muitas pessoas, um mendigo sentava-se na calçada e colocava ao lado uma placa com os dizeres: "Vejam como sou feliz! Sou um homem próspero, sei que sou bonito, sou muito importante, tenho uma bela residência, vivo confortavelmente, sou um sucesso, sou saudável e bem humorado."Alguns passantes o olhavam intrigados, outros o achavam doido e outros até davam-lhe dinheiro. Todos os dias, antes de dormir, ele contava o dinheiro e notava que a cada dia a quantia era maior.Numa bela manhã, um importante e arrojado executivo, que já o observava há algum tempo, aproximou-se e lhe disse:- Você é muito criativo! Não gostaria de colaborar numa campanha da empresa?- Vamos lá. Só tenho a ganhar! Respondeu o mendigo.Após um caprichado banho e com roupas novas, foi levado para a empresa. Daí para frente sua vida foi uma seqüência de sucessos e com o tempo ele tornou-se um dos sócios da empresa.Numa entrevista coletiva à imprensa, ele esclareceu como cons

SELF

“Quem conhece os outros é inteligente. Quem conhece a si mesmo é sábio. Quem vence os outros é forte. Quem vence a si mesmo é poderoso” Tao Te King