Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo liberdade

Liberdades de escolha - A consciência nem deveria ter data marcada

"Realmente, se um dia de fato se descobrisse uma fórmula para todos os nossos desejos e caprichos - isto é, uma explicação do que é que eles dependem, por que leis se regem, como se desenvolvem, a que é que eles ambicionam num caso e noutro e por aí fora, isto é uma fórmula matemática exata - então, muito provavelmente, o homem deixaria imediatamente de sentir desejo. Pois quem aceitaria escolher por regras? Além disso, o ser humano seria imediatamente transformado numa peça de um orgão ou algo do gênero; O que é um homem sem desejos, sem liberdade de desejo e de escolha, senão uma peça num orgão?"   Fiodor Dostoievski -- "Cadernos do Subterrâneo"  "O homem nasceu livre e por toda parte vive acorrentado" J J Rosseau

Consciência prisioneira

Nunca se assistiu a tanta violência na televisão como nos dias atuais. Não obstante a enormidade de tempo que crianças e adolescentes das várias classes sociais passam diante da TV, é lógico o interesse pelas conseqüências dessa exposição. Até que ponto a banalização de atos violentos, exibidos dentro dos lares, diariamente, dos desenhos animados aos programas de "mundo-cão", contribui para a escalada da violência urbana? Inúmeros estudos demonstraram a existência de relações claras entre a exposição de crianças à violência exibida pela mídia e o desenvolvimento de comportamento agressivo. Quanto acrescenta às nossas vidas e de nossos filhos a enxurrada de notícias sobre violência? O que fazemos a respeito? Somos prisioneiros? ....Onde está sua consciência? "A prisão não são as grades, e a liberdade não é a rua; existem homens presos na rua e livres na prisão. É uma questão de consciência." [Ghandi]

De nossas questionáveis posses

Convenhamos, com lucidez, que ninguém é dono de nada, nem de ninguém. A posse de bens materiais é temporária, fugaz. Da mesma forma a convivência com alguém querido também é muito passageira. Num instante, estamos separados por motivos de origem variada. Aliás, cada um de nós terá que construir, individualmente, embora no aprendizado da convivência comum e coletiva, a própria segurança interior. A vida é sábia e coloca-nos neste patamar de aprendizado e aprimoramento. Mas não somos donos de nada. Tudo que julgamos possuir, na verdade, nos é cedido por um determinado tempo. Esta visão abrangente deveria livrar-nos dos prejuízos decorrentes da paixão e do apego. Ambos costumam nos causar cegueira diante das situações. Mas face à fragilidade que todos carregamos, somada na maioria das vezes pela imaturidade emocional ou psicológica, e pela alta dose de egoísmo que ainda caracteriza o comportamento humano, vamos dando nossas “trombadas” que causam sofrimentos, a nós e outrem. Referido sen

Mente livre

Faça de sua mente um reino, não uma jaula! Deixe que os seus pensamentos sejam livres como os pássaros voando, não os censure, nem se maldiga se eles não afinarem com a opinião da maioria. Se você se escraviza à opinião dos outros, inibindo seus pensamentos e ações, é porque não tem consideração consigo mesmo. Quanto maior for a crença em seus objetivos, mais depressa você os conquistará. MaxWell Maltz

A sua lâmpada

Aladim caminhava por uma viela estreita e escura quando um cálido brilho no chão chamou sua atenção. Aproximando-se, viu que era uma lâmpada. Olhava, curiosamente, por vários ângulos quando viu sob a poeira que a cobria algo que parecia ser algum escrito. Passou a mão no local e subitamente uma grande luz branca começou a surgir do bico da lâmpada. Aladim assustou-se e deixou cair a lâmpada, enquanto uma grande forma humana ia se formando no espaço antes vazio. Ao invés de terminar em pés, suas pernas se afunilavam na direção do bico da lâmpada. A forma algo fantasmagórica flutuava envolta por uma aura oscilante. Antes que Aladim pudesse sequer avaliar a situação, a forma disse com voz grave e firme : -- Sou o Gênio da Lâmpada, e você tem direito a um desejo. Recobrando-se, Aladim compreendeu logo a situação e, sem questionar porque era um só desejo, já ia dizendo algo quando o Gênio continuou : -- Mas há três condições . Três condições ? Como pode haver condições para at

Revoada

"Somos donos de nossos atos, mas não donos de nossos sentimentos; Somos culpados pelo que fazemos, mas não somos culpados pelo que sentimos; Podemos prometer atos, mas não podemos prometer sentimentos... Atos sao pássaros engailoados, sentimentos são passaros em vôo" -- Mário Quintana