Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo julgamento

Depende de sua janela !

Um casal, recém-casado, mudou-se para um bairro muito tranqüilo. Na primeira manhã dentro de sua nova casa, enquanto tomavam café, a mulher reparou atráves da janela, uma vizinha que pendurava lençóis no varal e comentou com o marido: Que lençóis sujos ela está pendurando no varal! Está precisando de um sabão novo. Se eu tivesse intimidade perguntaria se ela quer que eu a ensine a lavar as roupas! O marido observou calado. Alguns dias depois, novamente durante o café da manhã, a vizinha pendurava lençóis no varal e a mulher, dona de si, comentou com o marido: Nossa vizinha continua pendurando os lençóis sujos! Que porca, não sabe cuidar de suas coisas. Acho que terei que ensiná-la a lavar as roupas! E assim, todo dia, infalivelmente, a mulher repetia seu discurso praguejante, gabando-se como a dona da verdade, enquanto a vizinha pendurava suas roupas no varal. Passado um tempo a mulher se surpreendeu ao ver os lençóis muito brancos sendo estendidos, e empolgada foi dizer ao ma

Olhos que interpretam

O folclore alemão conta a história de um homem que, ao acordar, reparou que seu machado desaparecera. Furioso, acreditando que seu vizinho o tivesse roubado, passou o resto do dia a observá-lo.Viu que o vizinho tinha jeito de ladrão, andava furtivamente como ladrão, sussurrava como um ladrão que deseja esconder seu roubo. Estava tão certo de sua suspeita que resolveu entrar em casa, trocar de roupa e ir até a delegacia dar queixa.Porém, assim que entrou em casa, encontrou o machado, que sua mulher havia colocado em outro lugar. O homem, então, tornou a sair, examinou de novo o vizinho, e percebeu que ele andava, falava e se comportava honestamente como qualquer outra pessoa. O Ser Humano é assim!! Antes que sua boca estabeleça um diálogo, antes que seus ouvidos conheçam a história de outrem, seus olhos já fizeram o veredicto.

Julgamentos

"Cada dia é o dia do julgamento, e nós, com nossos atos e nossas palavras, com nosso silêncio e nossa voz, vamos escrevendo continuamente o livro da vida. A luz veio ao mundo e cada um de nós deve decidir se quer caminhar na luz do altruísmo construtivo ou nas trevas do egoísmo. Portanto, a mais urgente pergunta a ser feita nesta vida é: -- O que fiz hoje pelos outros?" Martin Luther King