Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo estagnação

SENTIMENTOS ESTAGNADOS

Um grande carro de luxo parou diante do pequeno escritório à entrada do cemitério e o chofer, uniformizado, dirigiu-se ao vigia. -- Você pode acompanhar-me, por favor? É que minha patroa está doente e não pode andar, explicou. Quer ter a bondade de vir falar com ela? Uma senhora de idade, cujos olhos fundos não podiam ocultar o profundo sofrimento, esperava no carro. -- Nestes últimos dois anos mandei-lhe cinco dólares por semana. -- Para as flores, lembrou o vigia. -- Justamente. Para que fossem colocadas na sepultura de meu filho. -- Vim aqui hoje, disse um tanto consternada, porque os médicos me avisaramque tenho pouco tempo de vida. Então quis vir até aqui para uma última visita e para lhe agradecer. O funcionário teve um momento de hesitação, mas depois falou com delicadeza: -- Sabe, minha senhora, eu sempre lamentei que continuasse mandando o dinheiro para as flores. -- Como assim? Perguntou a senhora. -- É que... A senhora sabe... As flores duram tão pouco tempo, e afi