Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo esquizofrenia

ESQUIZOFRENIA

“Mudos atalhos afora, na soturnidade de alta noite, eu e ela caminhávamos. Eu, no calabouço sinistro de uma dor absurda, como feras devorando entranhas, sentindo uma sensibilidade atroz morder-me, dilacerar-me. Ela, transfigurada por uma tremenda alienação, louca, rezando e soluçando baixinho rezas bárbaras. Eu e ela, ela e eu!- ambos alucinados, loucos, na sensação inédita de uma dor jamais experimentada.” ( Cruz e Souza - Balada de Loucos*) Quero falar um pouco sobre a Esquizofrenia, que é um distúrbio mental que acomete ao redor de 1% da população mundial, comprometendo a capacidade do indivíduo de se relacionar e produzir, tornando-o, muitas vezes, dependente de terceiros. Atinge em igual proporção homens e mulheres, manifestando-se, em geral, na adolescência ou início da idade adulta. O indivíduo pode viver em um “mundo particular”, fantasioso, sendo comum presença de delírios (crenças irreais não partilhadas por outras pessoas – exemplo: achar que está sendo perseguido, que é r

Muito interessante....

http://www.youtube.com/watch?v=HkMr3NelWOU John Nash é um matemático prolífico e de pensamento não convencional, que consegue sucesso em várias áreas da matemática e uma carreira acadêmica respeitável. Após resolver na década de 1950 um problema relacionado à teoria dos jogos, que lhe renderia, em 1994, o Prêmio Nobel de Economia, Nash se casa com Alicia. Após ser chamado a fazer um trabalho em criptografia para o Governo dos Estados Unidos da América, Nash passa a ser atormentado por "perseguições", desenvolvendo-se, a partir desse momento uma sequência muito interessante e inesperado. Assista e depois leia o texto sobre "esquizofrenia";

FATOS x MITOS

FALANDO DE ESQUIZOFRENIA FATO: Há uma variedade de equívocos sobre as causas da esquizofrenia MITO : A esquizofrenia é causada por espíritos malignos ou por bruxaria. A esquizofrenia não é provocada por uma "maldição ou mau-olhado". A esquizofrenia não é uma punição divina pelos pecados da família. A esquizofrenia não é causada por falta de fé em Deus. A esquizofrenia não é resultado de um amor frustrado. A esquizofrenia não é provocada pela leitura de muitos livros. FATO: Transtornos mentais e violência estão intimamente ligados na mente do público. O relato sensacionalista da mídia (alguma vez você já leu a manchete: "Homem São Mata uma Família de Quatro Pessoas?) tem grande fatia de culpa, assim como a televisão e as representações cinematográficas de assassinos enlouquecidos. Outro fator contribuinte é o uso popularmente incorreto de termos psiquiátricos como "psicótico" e "psicopata". O estereótipo do doente mental violento causa temor no p

Possibilidades....

Notícia de 10 de março de 2008 Protozoário pode deflagrar esquizofrenia THE SWEDISH INSTITUTE FOR INFECTIOUS DISEASE CONTROL A toxoplasmose, doença causada pelo protozoário Toxoplasma gondii e geralmente transmitida por gatos, pode aumentar 24 vezes o risco de uma pessoa desenvolver esquizofrenia. O dado vem de um estudo publicado no American Journal of Psychiatry, que comparou amostras de sangue de cerca de 200 esquizofrênicos com as de pouco mais de 500 pessoas saudáveis. Os dados também mostraram que o tratamento da infecção com drogas antiparasitárias conseguiu deter a progressão do distúrbio psiquiátrico. “Estudos anteriores já indicavam a relação entre a esquizofrenia e a presença de anticorpos contra o toxoplasma, mas é a primeira vez que se demonstrou que a infecção precede os sintomas mentais”, diz o psiquiatra Robert Yolken, da Universidade Johns Hopkins.

ESQUIZOFRENIA

A esquizofrenia é uma doença mental grave, que se caracteriza por desordem profunda nos processos psíquicos, resultando em desfecho desfavorável. A doença geralmente evolui por surtos, isto é, existem períodos de exacerbação dos sintomas mórbidos e existem períodos de acalmia. Porém, mesmo remitido o surto agudo, no período intervalar o paciente continua apresentando desordens mentais, que se chamam defeito esquizofrênico, caracterizado por embotamento afetivo, ensimesmamento, falta de auto e de heterocritica, distúrbios de pensamento, que podem manifestar-se isoladamente ou em conjunto. Os surtos não têm freqüência constante. Podem ocorrer várias vezes ao ano ou uma só vez na vida (muito raro), mas se eles são irregulares quanto à freqüência, não o são quanto ao arranjo psicopatológico que engendram na mente do sofredor. São sempre graves, muitas vezes de difícil abordagem terapêutica, e quanto mais amiúde ocorrem, mais rapidamente levam o paciente ao comprometimento total das esferas