Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo escolhas da vida
  Não basta fazer escolhas baseado, unicamente, em desejos. É preciso estudá-las, ou melhor: estudar a si mesmo. Por isso, antes de entrar em ação ou ser paralisado pela impossibilidade de avançar, busque o auto conhecimento para lidar com as consequências de sua escolha.

Escritas e perspectivas

Tudo depende de suas atitudes. E as atitudes controla m nossas vidas. A disposição interior, mais que qualquer outra coisa, pode dar a perspectiva adequada e a faculdade para resolver qualquer situação no roteiro de sua vida. Então, olhando para essas folhas em branco, o que você pensa? Que roteiro seria sua escolha ideal? "Os desejos da vida formam uma corrente cujos elos são as esperanças." Séneca

A busca da pedra filosofal

 A alquimia teve suas origens no Egito Antigo, atingindo seu auge entre os séculos XIV e XVI. Na cidade de Alexandria reuniam-se escritos de uma antiga técnica egípcia chamada kymiâ. Essa técnica egípcia envolvia o domínio dos processos químicos de embalsamamento e a manipulação de metais. Entrando em contato com a sabedoria grega, a kymiâ passou a considerar que toda matéria era constituída por quatro elementos básicos: terra, ar, água e fogo. Falava-se que os alquimistas eram bruxos, pessoas capazes de transformar chumbo em ouro. Já pensou que maravilha? Sua busca constante era pela pedra filosofal, substância que misturada aos metais provocava a esperada transmutação . A intenção era o encontro do puro, do perfeito. Quem sabe a tal  pedra filosofal fosse o caminho para a autopurificação, encontro da perfeição espiritual e conseqüente imortalidade? De certo modo, todos nós precisamos ser alquimistas para ver além das

Vamos semear...

Uma mulher caminhava por um mercado quando viu uma loja nova. Ao entrar, assustou-se, pois viu que Deus, em pessoa, estava atendendo no balcão. -Pode pedir o que quiser, disse Ele. Depois de pensar por um momento, ela virou-se para o Altíssimo: -Quero ser feliz, disse. Quero paz, dinheiro, felicidade, e quero ir para o céu quando morrer. Ao concluir seu pedido, refletiu um pouco e achou que estava sendo egoísta. Resolveu, então, incluir outras pessoas no pedido: -E quero que tudo isto seja também concedido aos meus amigos. Deus abriu alguns potes que estavam nas prateleiras atrás d'Ele, pegou vários grãos e estendeu-os para a mulher: -Aí estão as sementes, disse Ele. Aqui nós não vendemos os frutos.

Reforme atitudes

  "Desculpe! Não é esse o meu ofício.  Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja.  Gostaria de ajudar - se possível -  judeus, o gentio ... negros ... brancos. Todos nós desejamos ajudar uns aos outros.  Os seres humanos são assim.  Desejamos viver para a felicidade do próximo -  não para o seu infortúnio.  Por que havemos de odiar ou desprezar uns aos outros?  Neste mundo há espaço para todos.  A terra, que é boa e rica,  pode prover todas as nossas necessidades. O caminho da vida pode ser o da

O fruto interior

Somos fruto de nossa fonte interior, e não, meramente, das circunstãncias externas. Não convém culpar os pais por não ter conseguido ser isto ou aquilo, pois os pais deram ou fizeram o seu melhor,  senão certamente o melhor que sabiam ou conseguiam fazer. Pode, até mesmo, em alguns casos haver exceções, mas isso não justifica impedimentos para lutar por conseguir ser ou ter aquilo que se deseja. Os pais exercem seus papéis, principalmente em nossas infâncias,  época em que necessitamos de mais orientações e aprendizagens sobre a vida. Mas, cabe a cada um assumir seu papel no seu caminhar. Olhe bem para dentro de si. A única razão de ser ou ter está únicamente dentro de cada ser. Cada um determina o que é  essencial para sua jornada. Se teve caminhos difíceis lute, a partir do aqui e agora e seja você o responsável único pelo seu caminhar. É mais fácil culpar os outros, do que lutar, do que trabalhar para mudar. Culpar os outros por não conseguir ser ou ter aquilo que queria, não torna

A Coragem de SER

Para viver a vida que você quer, você deve ser quem você é.  Isso pode soar como um bonito jogo de palavras, mas pense a respeito. Você pensa seus próprios pensamentos? Você sonha seus próprios sonhos? Você determina suas próprias metas? Ou você os pega emprestados de outros? Ter mais e mais do que você não quer realmente não lhe trará felicidade. A vida que você deseja não está em seguir os sonhos de outros, a idéia de outros sobre o melhor lugar para viver, ou a idéia de outros sobre o melhor carro para dirigir. A verdadeira felicidade e realização requerem que você tenha coragem de ser você mesmo. Existe uma razão para você querer as coisas que você quer. É porque você é a pessoa melhor equipada para alcançá-las. Quando você perseguir o que você realmente deseja da vida, então você estará satisfazendo seu conjunto de oportunidades, dando sua própria e especial contribuição, criando valores como só você pode fazer. Seja você de verdade. Você e o mundo inteiro serão mais ricos com

Experiências da Evolução

"Cada dia é uma nova vida, uma nova experiência. Cada experiência é um degrau para o progresso da alma.  Não fique preso ao passado.  Você está, agora, diante de uma nova experiência.  Dedique-se a ela de corpo e alma, e verá surgir o próximo degrau de evolução." Masaharu Taniguchi

Vida de tartaruga

Uma família de tartarugas decidiu sair para um piquenique. As tartarugas, sendo naturalmente lentas, levaram sete anos para prepararem-se para seu passeio. Finalmente a família de tartarugas saiu de casa para procurar um lugar apropriado. Durante o segundo ano da viagem encontraram um lugar ideal! Por aproximadamente seis meses limparam a área, desembalaram a cesta de piquenique e terminaram os arranjos. Então descobriram que tinham esquecido o sal. Um piquenique sem sal seria um desastre, todas concordaram. Após uma longa discussão, a tartaruga mais nova foi escolhida para voltar em casa e pegar o sal, pois era a mais rápida das tartarugas. A pequena tartaruga laamentou, chorou, e esperneou. Concordou em ir mas com uma condição: que ninguém comeria até que ela retornasse. A família consentiu e a pequena tartaruga saiu. Três anos se passaram e a pequena tartaruga não tinha retornado. Cinco anos... Seis anos... Então, no sétimo ano de sua ausência, a tartaruga mais velha não agüentava

Cavalinho de pau

Certa tarde o paizao saiu para um passeio com as duas filhas, uma de oito e a outra de quatro anos. Em determinado momento da caminhada, Helena, a filha mais nova, pediu ao pai que a carregasse, pois estava muito cansada para continuar andando. O pai respondeu que estava também muito fatigado, e diante da resposta, a garotinha começou a choramingar e fazer "corpo mole". Sem dizer uma só palavra, o pai cortou um pequeno galho de árvore e o entregou à Helena dizendo : -- Olhe aqui um cavalinho para você montar, filha ! Ele irá ajudá-la a seguir em frente. A menina parou de chorar e pôs-se a cavalgar o galho verde tão rápido, que chegou em casa antes dos outros. Ficou tão encantada com seu cavalo de pau, que foi difícil fazê-la parar de galopar. A irmã mais velha ficou intrigada com o que viu e perguntou ao pai como entender a atitude de Helena. O pai sorriu e respondeu dizendo : -- Assim é a vida, minha filha.   As vezes a gente está física e ment

O boi de cada um

Conta uma história da tradição budista que, um monge entrou em um vilarejo montado em um boi, e os habitantes da vila lhe perguntaram onde estava indo. Ele então respondeu que estava em busca de um boi. As pessoas se entreolharam, intrigadas, e então começaram a rir. O monge se foi. No dia seguinte, de novo montando um boi, o monge voltou ao vilarejo. E de novo as pessoas lhe perguntaram o que buscava. "Procuro um boi", foi novamente a resposta. Outra vez o monge se foi, em meio ao riso de todos. No terceiro dia o fato se repetiu: "o que busca?" e o monge, montado no boi, disse ser um boi o que buscava. Só que a piada já perdera a sua graça e as pessoas protestaram, dizendo: "olhe aqui, você é um monge, supostamente uma pessoa santa, sábia, e mesmo assim você vem aqui à procura de um boi quando, o tempo todo, é sobre um boi que você esta sentado." ao que replicou o monge: "também assim é a sua procura de Deus." e assim é conosco.

O oásis da fé

Assim que chegou a Marrakesh, o missionário resolveu que passearia todas as Manhãs pelo deserto que ficava nos limites da cidade. Na sua primeira Caminhada, notou um homem deitado nas areias, com a mão acariciando o solo, E o ouvido colado na terra. "É um louco", disse para si mesmo. Mas a cena se repetiu todos os dias e, passado um mês, intrigado por aquele comportamento estranho, ele resolveu dirigir-se ao estranho. Com muita dificuldade, já que ainda não falava árabe fluentemente, ajoelhou-se a o seu lado. --  O que você está fazendo? --  Faço companhia ao deserto e o consolo por sua solidão e suas lágrimas. --  Não sabia que o deserto era capaz de chorar. --  Ele chora todos os dias, porque tem o sonho de tornar-se útil ao homem e transformar-se num imenso jardim, onde se pudesse cultivar cereal, flores e carneiros. "Quando olho suas areias, imagino as milhões de pessoas no mundo que foram criadas iguais, embora nem sempre o mundo seja justo com todos

Enraiza-te e floresce

Na primavera, uma jovem senhora semeou o seu jardim. Duas sementes acabaram sendo enterradas uma ao lado da outra. A primeira semente disse para segunda : -- Pensa como será divertido, vamos crescer nossas raízes fundo no solo e quando elas estiverem fortes, nós vamos brotar da terra e nos tornar lindas flores para todo mundo ver e admirar ! A segunda semente ouviu mas estava preocupada. -- Isso parece legal, ela disse, mas a terra não está muito fria? Eu estou com medo de estender minhas raízes nela. E se alguma coisa der errado e eu não me tornar muito bonita ? Então a senhora pode não gostar de mim, eu estou com medo. A primeira semente, no entanto, não estava intimidada. Ela empurrou suas raízes para baixo na terra e começou a crescer. Quando suas raízes estavam fortes o suficiente, ela emergiu do solo como uma linda flor. A senhora inclinou-se cuidadosamente para ela e orgulhosamente mostrou a flor perfumada para todos os seus amigos. Mas enquanto

Horizonte comodista

João trabalhava em uma empresa há muitos anos. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com seus 20 anos de casa. Um belo dia, ele procura o dono da empresa para fazer uma reclamação: -- Patrão, tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua empresa com toda a dedicação, só que me sinto um tanto injustiçado. O Juca,que está conosco há somente três anos, está ganhando mais do que eu. O patrão escutou atentamente e disse: -- João, foi muito bom você vir aqui. Antes de tocarmos nesse assunto, tenho um problema para resolver e gostaria da sua ajuda. Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal após o almoço. Aqui na esquina tem uma quitanda. Por favor, vá até lá e verifique se eles têm abacaxi. João, meio sem jeito, saiu da sala e foi cumprir a missão. Em cinco minutos estava de volta. -- E aí, João? -- Verifiquei como o senhor mandou. O moço tem abacaxi. -- E quanto custa? -- Isso eu não pergunt

Acreditar e Caminhar

Diz o mestre a seu discípulo: - Quando você começar seu caminho, vai encontrar uma porta com uma frase escrita. Volte e me conte qual é esta frase. O discípulo se entrega de corpo e alma à sua busca. Chega um dia em que vê a porta, e volta até o mestre. - Estava escrito ISSO NÃO É POSSÍVEL, diz. - Onde estava escrito isso? Num muro ou numa porta? - pergunta o mestre. - Numa porta - responde o discípulo. - Pois pegue a maçaneta e abra a porta. O discípulo obedece e retorna à porta. Como a frase está pintada na porta, agora totalmente aberta, o discípulo já não consegue mais enxergá-la e segue adiante. É hora de acreditar em nossos sonhos e começar nossa caminhada, pois quando atingirmos nossos objetivos nada mais será impossível!

Experimentando a Vida

Não importa qual é a sua especialidade, qual sua ocupação.... Exerça-a! Você têm dons.  Use-os! As coisas que você sabe fazer bem são as coisas que lhe dão prazer. São coisas que desafiam sua criatividade. São essas as coisas que lhe motivam a aprender, experimentar, tentar, perseverar e crescer. Elas lhe dão satisfação e um real sentimento de conquista. Encontre uma maneira de fazer bem feito o que você faz. Isso não significa necessariamente que você deva arrumar outro emprego, ou começar seu próprio negócio. Incorpore seus dons especiais em tudo o que você já vem fazendo, onde quer que você esteja, qualquer que seja o contexto. Você é único e tem a experiência da Vida pela frente. Tem talentos especiais, habilidades e uma perspectiva singular. Outras pessoas podem se beneficiar do que você tem. Busque maneiras de contribuir com o outro e você deixará fluir o poder e a satisfação que já são parte de você.

Caminhos e Atitudes da Vida

  "Tudo quanto de desagradável nos sucede na vida - figuras ridículas que fazemos, maus gestos que temos, lapsos em que caímos de qualquer das vir­tudes - deve ser considerado como meros acidentes externos, impotentes para atingir a substância da alma.  Tenhamo-los como dores de dentes, ou calos da vida, coisas que nos incomodam mas são externas ainda que nossas, ou que só tem que supor a nossa existência orgânica ou que preocupar-se o que há de vital em nós. Quando atingimos esta atitude, que é, em outro modo, a dos místicos, estamos defendidos não só do mundo mas de nós mesmos, pois vencemos o que em nós é externo, é outrem, é o contrário de nós e por isso o nosso inimigo. Disse Horácio, falando do varão justo, que ficaria impávido ainda que em torno dele ruísse o mundo.  A imagem é absurda, justo o seu sentido. Ainda que em torno de nós rua o que fingimos que somos, porque coexistimos, devemos ficar impávidos - não porque sejamos justos, mas porque somos nós, e sermos nós

A beleza dos cavalos

Essa é a história sobre Homens e cavalos. Essa é a história de todos nós. Cavalos galopavam, rapidamente, e parecia que os homem que os cavalgam se dirigiam a algum lugar importante.  Outro homem, em pé ao lado da estrada, grita: "Aonde vocês estão indo?"  E um dos homens a galope responde: "Não sabemos. Pergunte aos cavalos!"  Estamos todos sobre cavalos e não sabemos aonde nos conduzem. Não conseguimos pará-los.  Os cavalos são a vida que nos guia, e somos impotentes diante dela. Estamos sempre correndo, e isso já se tornou um hábito. Estamos acostumados a lutar o tempo todo, até mesmo durante o sono. Estamos em guerra com nós mesmos, e é fácil declarar guerra aos outros também. Precisamos aprender acalmar nossos pensamentos, a força de nossos hábitos, nossa desatenção, bem como as emoções intensas que nos regem.  Quando uma emoção nos assola, ela se assemelha a uma tempestade, que, muitas vezes, chega de mansinho, mas provoca estragos, levando consigo a

A imensa alegria de servir

Toda natureza é um anelo de serviço. Serve a nuvem, serve o vento, serve o sulco. Onde houver uma arvore para plantar, planta-a tu; onde houver um erro para corrigir, corrige-o tu; onde houver uma tarefa que todos recusem, aceita-a tu. Sê quem tira a pedra do caminho, o ódio dos corações e as dificuldades dos problemas. Há a alegria de ser sincero e de ser justo; há, porém, mais que isso, a imensa alegria de servir. Como seria triste o mundo se tudo já estivesse feito, se não houvesse uma roseira para plantar, uma iniciativa para lutar! Não te seduzam as obras as obras fáceis. É belo fazer tudo que os outros se recusam a executar. Não cometas, porém, o erro de pensar que só tem merecimento executar as grandes obras; há pequenos préstimos que são bons serviços: enfeitar uma mesa. arrumar uns livros. pentear uma criança. Aquele é quem critica, este é quem destrói, sê tu quem serve. O servir não é próprio dos seres inferiores: Deus, que nos

A intensa intenção de ser

“ Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove. E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar.  Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” Cora Coralina