Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo beija-flor

Passagens mitológicas

A mitologia grega é fascinante. E uma das divindades mais ecléticas foi Apolo. Filho de Zeus, era considerado a divindade mais importante e imponente, depois de seu pai. Dentre tantas narrativas e passagens relacionadas a esse deus de Luz, encontramos amores e desamores. E há uma bela história, que se segue:  The death of Hyacinthos - Jean Broc "Na mitologia grega, Jacinto era um jovem mortal muito amado pelas divindades, principalmente por Apolo que o seguia aonde quer que ele fosse. Certa vez em que ambos se divertiam com um jogo, Apolo lançou o disco com tal habilidade para o céu que Jacinto, olhando admirado, correu para o apanhar, ansioso por fazer a sua jogada. Zéfiro (o vento oeste) também amava o jovem e, enciumado pela preferência por Apolo, mudou a direção do disco para que este o atingisse. Ao bater na testa de Jacinto, o disco fez com o jovem caísse morto naquele instante. Apolo correu em desespero até ele e com toda sua habilidade médica tentou reavivar o corpo de

Davi e Golias

Dia desses, à beira de um rio, estava admirando a tranquilidade e a beleza do local. Algo, de repente, chamou-me a atenção do outro lado do rio. Havia um  grande gavião sobrevoando insistentemente uma árvore. Fiquei observando curiosamente, sem compreender o que pretendia.  No mesmo instante enxerguei dois beija-flores ( creio que fosse um casal ) voando alucinadamente ao redor desse gavião. Deduzi que estariam protegendo seu ninho. Foi mais uma cena fantástica e inesquecível da natureza. A batalha durou, creio, uns 10 minutos. O gavião subia e descia como uma flecha. Fazia curvas e voltava ao mesmo ponto. Mas os beija-flores estavam ali, voando insistentemente, batendo suas asinhas com tamanha rapidez que era impossível enxergá-las. Às vezes parecia que atacavam o gavião, outras pareciam apenas circular ao seu redor. Que cena inesquecível !! Como pode um pequenino beija-flor encarar um enorme gavião de peito aberto? É impossível, não é mesmo? A pata do gavião era maior do que o beija-