Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Pink Floyd

Seus pensamentos obedecem à campanhia

"Vou contar para vocês uma estória. Não importa se verdadeira ou imaginada. Por vezes, para ver a verdade, é preciso sair do mundo da realidade e entrar no mundo da fantasia... Um grupo de psicólogos se dispôs a fazer uma experiência com macacos. Colocaram cinco macacos dentro de uma jaula. No meio da jaula, uma mesa. Acima da mesa, pendendo do teto, um cacho de bananas. Os macacos gostam de bananas. Viram a mesa. Perceberam que, subindo na mesa, alcançariam as bananas. Um dos macacos subiu na mesa para apanhar uma banana. Mas os psicólogos estavam preparados para tal eventualidade: com uma mangueira deram um banho de água fria nele. O macaco que estava sobre a mesa, ensopado, desistiu provisoriamente do seu projeto. Passados alguns minutos, voltou o desejo de comer bananas. Outro macaco resolveu comer bananas. Mas, ao subir na mesa, outro banho de água fria. Depois de o banho se repetir por quatro vezes, os macacos concluíram que havia uma relação causal entre subir na mesa e o b

Aprendendo a voar

À Distância, uma fita preta Estendida até um ponto sem retorno Um vôo de fantasia num campo varrido pelo vento Em pé sozinho e os meus sentidos embaraçados Uma atração fatal me segurando firme Como eu posso escapar dessa força irresistível Não consigo tirar os meus olhos do céu que roda Com a língua presa e enrolada Somente um desajustado preso à terra, Eu Gelo se forma sobre as pontas de minhas asas Avisos sem cuidado, eu pensei que tinha pensado sobre tudo Nenhum navegador pra guiar o meu caminho pra casa Descarregado, vazio e transformado em pedra Uma alma sobre tensão que está aprendendo a voar Preso a condições mas determinado a tentar Não consigo tirar os meus olhos do céu que roda Com a língua presa e enrolada Somente um desajustado preso à terra, Eu Acima do planeta com uma asa e uma prece A minha auréola desmazelada , Uma trilha de vapor no ar vazio Pelas nuvens eu vejo minha sombra voar pelo canto do meu olho marejado Um sonho não ameaçado pela luz da manhã Poderia levar