Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo "saúde mental"

Máquinas

"Danem-se dogmas.....  pois não somos máquinas" - Stuka Angyali Você já sentiu medo? Já ficou assustado ou verdadeiramente apavorado? Você já se sentiu triste ou angustiado, mesmo sem compreender o motivo? Você já se sentiu agitado, inquieto, insone, tenso, deslocado? Você já se sentiu alegre?....mesmo sem qualquer motivo? Você já sentiu??? Sabe o que é sentir? Sabe o que é emoção? Já sentiu dor? Não....não estou falando de dor física. Não estou falando da dor de um ferimento na pele, da dor de estômago, da dor de cabeça, da dor do infarto... Não...não!!! Estou falando da dor invisível. Que maluquice, não é mesmo!? Afinal, se é invisível não existe! Pois é!! É assim que todos julgam. É assim que todos pensam. “Isso não existe”, “isso é da cabeça”, “precisa achar um trabalho”, “frescura” Palavras lançadas como flechas que causam mais dor para quem a sente. Dores na alma são invisíveis. Dores na alma são subjetivas.... Dores na alm

DEPRESSÃO: O Mal do século?

 Van Gogh Cuidando da Saúde Mental “minh ’alma é triste como a flor que morre. Perdida à beira do riacho ingrato; nem beijos dá-lhe a viração que corre. Nem doce canto o sabiá do mato.” ( Casimiro de Abreu ) DEPRESSÃO: O Mal do Século? A tristeza é dos sentimentos humanos o mais doloroso. Todos tomamos contato com ela em algum momento de nossas vidas. A tristeza passageira, a “fossa” ou “baixo-astral”, o “estar-down” fazem parte da vida e são superados após algum tempo. O luto, após a perda de um ente querido, manifesta-se por um sentimento de tristeza e vazio e também é superado no decorrer do tempo. Porém, deve-se distinguir a tristeza e o luto ( sentimentos inerentes ao ser humano ) da DEPRESSÃO. A DEPRESSÃO é uma doença, como qualquer outra que possamos ter, que se caracteriza por uma tristeza profunda e duradoura, sem qualquer motivo aparente, e não apenas a sensação de tristeza passageira, com perda do interesse por tudo que trazia prazer a essa pessoa. Historicamente, h

A importância da saúde mental

Não há Saúde sem Saúde Mental Adoecer psiquicamente não é prerrogativa da modernidade. É tão humano quanto nascer ou morrer, ter diabetes, hipertensão arterial, hemorragia. Adoecer faz parte da condição humana. Quando alguém adoece, é natural que receba afeto, simpatia e compreensão para superar o problema. O mesmo não acontece quando essa pessoa adoece por um transtorno mental. A doença, nesse caso, pode ser interpretada como sinal de fraqueza, de autoflagelo, de covardia. Guardada a devida distância, é uma reação semelhante a que os romanos manifestavam em relação aos portadores de lepra - uma condição considerada degradante, dolorosa e contagiante. Melhor evitá-los, colocando-os em lugares bem longe das cidades, confinados. Foi essa a lógica que levou à criação dos asilos para os desvalidos na França, na Inglaterra e no Brasil, a partir do final do século XVIII. Adoecer psiquicamente não é prerrogativa da modernidade. É tão humano quanto nascer ou morrer. Não há civilização conhec