Pular para o conteúdo principal

Busque seu equilíbrio interno

 

Inicie sua própria jornada

Você já percebeu como ultimamente as pessoas estão cada vez mais ansiosas, nervosas e impacientes?

Tudo que sentimos e presenciamos pode nos afetar de maneira positiva ou negativa. Para que seja possível ter uma vida mais saudável e produtiva, precisamos desenvolver o equilíbrio emocional, pois ele será responsável por nos ajudar processar de maneira adequada cada sensação.

Com tantos sentimentos de estresse, ansiedade e tristeza que podemos sentir em diversas situações, estar em harmonia com todos não parece uma tarefa fácil. Por isso, hoje você aprenderá a desenvolver o equilíbrio emocional para que consiga melhorar a qualidade de vida e bem-estar.

Mas você sabe o que é, afinal, o equilíbrio emocional?

Essa habilidade consiste em ter a capacidade de domínio sobre os pensamentos e ações em meio a influências emocionais, tendo o controle total da mente, administrando e gerindo essas emoções de maneira racional e harmonizada.

Desse modo, o equilíbrio emocional é responsável por manter sua saúde mental mesmo em momentos difíceis e dolorosos, lhe permitindo agir racionalmente e prevenindo desgastes mentais e psicológicos.

É de extrema importância manter suas emoções em harmonia. O desenvolvimento do equilíbrio emocional te ajudará a trabalhar seu processo de autoconhecimento, além de diminuir crises de estresse, ansiedade, e prevenir doenças psicossomáticas.

Para que você consiga ter total controle dos sentimentos, separei algumas dicas de como manter o equilíbrio emocional. Confira abaixo algumas recomendações para desenvolver essa habilidade.

 

Pare e reflita antes de agir

 

Durante algum momento de extremo desequilíbrio, precisamos parar para refletir sobre como estamos nos sentindo e como devemos reagir. Por isso, é necessário que você pare, relaxe por alguns minutos, respire lentamente, acalme o corpo e os pensamentos.

Durante esse processo, analise o que está lhe causando desequilíbrio e procure manter a calma para que possa agir da maneira mais saudável possível. Isso irá lhe permitir não ser tomado pelo calor da emoção e tomar atitudes impulsivas. Técnicas de meditação e relaxamento irão te auxiliar nessa situação.

 

Exercite o poder da gratidão

Aplicar a gratidão em sua rotina lhe permitirá renovar as energias e realizar um constante aprendizado para o autoconhecimento emocional. Quando você começa a ser grato às pessoas e ao universo por tudo, acaba eliminando as energias negativas que podem atacar diretamente seu equilíbrio emocional.

Para colocar esse exercício em prática, durante o início e o fim do dia, produza uma lista de coisas boas e positivas em sua vida e que ocorreram com você. Isso irá lhe proporcionar um grande aprendizado.

 

Permita-se sentir as emoções

 

Entenda que controlar suas emoções não significa reprimi-las. Por isso, permita-se sentir, entender e expressar o que sente. Você pode liberar seus sentimentos, mas tome decisões de maneira racional, e não por impulso. Quando liberamos o que sentimos, podemos analisar qual a origem dessa sensação e conseguimos tomar o controle das ações.

 

Seja positivo e otimista

 

O pensamento positivo é poderoso para transformar suas visões sobre o mundo e sobre si mesmo, além de trazer alívio, conforto e impulsionar na conquista de seus objetivos. Sendo assim, mantenha-se positivo, evitando pessoas e pensamentos tóxicos. Para isso, distancie-se de locais ou seres negativos. Procure ver o lado bom de cada momento, cultivando hábitos e momentos felizes.

 

Procure soluções assertivas

 

Existem certas situações em que a solução está na nossa frente, mas não conseguimos aplicá-la. Por isso, tome atitudes de maneira racional, vendo outras maneiras de vencer o problema.

Se estiver com dificuldade de ter uma visão clara da situação, converse com um amigo. Em certos momentos, é importante ouvir outros pontos de vista para abrir nossa mente para novas possibilidades de resolução.

 

Busque o autoconhecimento

Para adquirir o equilíbrio emocional, é muito importante que você saiba mais sobre si mesmo. Conhecendo-se melhor, será possível controlar as emoções, fortalecer a autoconfiança e as defesas sentimentais.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Velhos Tempos

Tudo muda.... Houve um tempo em que se pedia “a benção” aos pais quando se acordava pela manhã ou se deitava para dormir, assim como antes de sair de casa. Hoje os filhos nem sabem o que significa pedir “a benção”, Afinal mal falam bom dia ou boa noite. E para sair de casa nem precisam falar aonde vão. Um filho, nesse tempo, referia-se aos pais ou pessoas mais velhas como “Sr” e “Sra”. Hoje os filhos se referem aos pais ou pessoas mais velhas como “Você”, Afinal nem sabem o significado de um pronome de tratamento respeitoso. Houve um tempo que não se falava enquanto adultos estivessem falando. Hoje os filhos falam enquanto os pais se obrigam a ficar quietos, Afinal nem sabem o que é ouvir. Os filhos, certamente, compreendiam o olhar recriminador de seus pais. Hoje se um pai lança um olhar recriminador ao filho, Passará despercebido ou ouvirá: “que cara feia é essa, velho?” Houve um tempo em que um filho pedia, por favor, ou “eu posso?” Hoje um filho não pede, por favor, e

Vivemos esperando

Novamente estamos nos aproximando de mais um final de ano. É impressionante como o tempo está passando rápido. Diria mesmo que está "voando". Essa constatação nos faz refletir sobre aquele velho dito popular: "Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje". Seja feliz, não espere que amanhã seja melhor. Torne hoje seu dia o melhor. Não perca tempo com situações estressantes. Não dê atenção àquilo que bloqueia sua felicidade. Não crie dificuldades para sua felicidade. Ser feliz é muito fácil, mais fácil ainda é impedir que aconteça. O tempo passa e você vai viver esperando o que? Dias melhores

Horizonte comodista

João trabalhava em uma empresa há muitos anos. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com seus 20 anos de casa. Um belo dia, ele procura o dono da empresa para fazer uma reclamação: -- Patrão, tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua empresa com toda a dedicação, só que me sinto um tanto injustiçado. O Juca,que está conosco há somente três anos, está ganhando mais do que eu. O patrão escutou atentamente e disse: -- João, foi muito bom você vir aqui. Antes de tocarmos nesse assunto, tenho um problema para resolver e gostaria da sua ajuda. Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal após o almoço. Aqui na esquina tem uma quitanda. Por favor, vá até lá e verifique se eles têm abacaxi. João, meio sem jeito, saiu da sala e foi cumprir a missão. Em cinco minutos estava de volta. -- E aí, João? -- Verifiquei como o senhor mandou. O moço tem abacaxi. -- E quanto custa? -- Isso eu não pergunt