Tornou-se utópico


Ontem recebi um telefonema. Era um amigo.
Não era simplesmente um amigo. Era um amigo de minha infância....muito tempo.
Estudamos juntos lá na época do "primário", hoje denominado ensino fundamental.
Foi magnífico relembrar as peripécias de nossa infância e os amigos da época.
E fulano onde está? você sabe de sicrano? e beltrano, o que anda fazendo?

Como o tempo passa!!!

Interessante as perspectivas que se tem da vida, de acordo com a idade que temos.
Naquela época, quando tínhamos 7 ou 8 anos de idade, não havia qualquer tipo de preocupação, a não ser ir à escola e, nos momentos livres, brincar.

Como é bom ser criança e brincar!!

Depois você cresce e vai para a faculdade. Outras preocupações, outra fase.
Como vai ser depois que me formar, onde vou trabalhar? Vou ser um bom profissional?
O tempo passa!!
Anos passam...e a rotina diária nem sempre te permite parar para refletir.
O que você fez no último anos? - perguntei ao amigo de infância.
-Trabalhei....trabalhei....trabalhei

Com o tempo se esquece como é bom brincar!!

Culpa de quem? Provavelmente de ninguém! Apenas fruto da sociedade em que se vive, afinal sem dinheiro não se faz nada.
E você ficou rico? Está "bem" de vida?-perguntei ao amigo
-Olha, posso dizer que não estou rico, embora tenha algumas reservinhas. Mas decidi uma coisa. Aproveitei que estamos começando mais um ano e quero recomeçar minha minha vida.

Faço um recomeço de minha vida. Quero vivê-la mais intensamente. Sentir mais a emoções....permitir-me mais erros. Não quero ser um robô programado. Minha mente não é um chip....sou sonhos, desejos...sentimentos.
Preciso estar perto dos meus, amar e ser amado.
A vida passa muito rápido!!

Ahhh..sim, passa muito rápido meu amigo!! A vida é uma breve transição. Uma fase de aprendizagem e experiências. 
Observe o que dizem as pessoas que padecem de doença grave e sobrevivem: " eu não imaginava que precisava passar por esse aprendizado para dar mais valor à vida, às pequenas coisas do dia-a-dia!"; "eu não sabia da importância da vida"; "eu não sabia como é bom viver cada segundo"
Pois é meu amigo! É a rotina robotizante que vai matando a criança.
É a preocupação excessiva com o "status", com o poder, com o "ter" que vai, cada vez mais, conduzindo os caminhos do ser humano.

E o que se esqueceu??

A palavra de ordem é "produzir". Seja na indústria, no comércio, ou até mesmo na área da saúde. O ser humano tornou-se um robô na linha de produção, com a função básica de produzir.

Não somos máquinas!!!

O questionamento a fazer e o pensamento para refletir:

Tornou-se utópico falar em amor e viver a plenitude dos sentimentos e emoções ?

Comentários

Sandra disse…
Aproveitar a vida o máximo, errar? Sim, pois se n fosse os erros não teríamos acertos. Errado descobrimos caminhos desconhecidos e vivemos sonhos adormecidos? E quem disse q erramos? a sociedade? A religião? O homem em si. Seu erro pode ser o acerto de alguém, minha verdade é minha verdade. Ser feliz, amar e ser amado. Existem gestos q por menor q sejam fazem alguém muito feliz meu amigo.Então vamos nessa em busca do eu feliz. Bom dia