Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril 1, 2012

Perseverare

Adebayo sentia-se infeliz. Reclamava constantemente da infelicidade que tomava conta de seus dias. " Não sou triste. Sou uma pessoa infeliz. Nada me satisfaz ou faz graça". Já passou por tantos fracassos e tantas desilusões que não acredita em seu potencial. Nunca conseguiu nada que tenha almejado, pessoal, profissional ou socialmente. Perdeu a noção de quantas vezes sonhou e viu tudo desmoronar. Sempre construiu castelos que ruiram, um após outro. Tornou-se um descrente de si mesmo. Vivia perdido em devaneios de auto-comiseração e intitulava-se flagelado na alma. Seu discurso fazia lembrar o poema de Álvaro de Campos , " Passagem das Horas ": "Trago dentro do meu coração,  Todos os lugares onde estive,  Todos os portos a que cheguei,  Todas as paisagens que vi... E tudo isso, que é tanto, é pouco para o que eu quero..... ....Experimentei mais sensações do que todas as sensações que senti,  Porque, por mais que sentisse,

Alimento do saber

"Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas o livro, eles alçam vôo como de um alçapão. Eles não têm pouso nem porto alimentam-se um instante em cada par de mãos e partem. E olhas, então, essas tuas mãos vazias, no maravilhado espanto de saberes que o alimento deles já estava em ti... " Mário Quintana 

Dentro de você

Bem, já que mais uma semana se inicia, vale a pena refletir sobre uma questão básica: O que posso fazer para que o mundo seja melhor? Fome e desespero Será que o mundo depende de atitudes extravagantes ou grandiosas para que seja melhor? Creio que não! O mundo melhor começa dentro de cada ser humano. Dentro de cada um de nós é possível florescer as atitudes que podem tornar o mundo maravilhoso. Nosso mundo interior pode ser o grande responsável por aquilo que desejamos viver. Então que tal iniciar a semana tornando seu mundo interior um lugar fantástico? Pense de que forma isso é possível, afinal não é difícil. Temos duas mãos, dois pés, dois olhos e dois ouvidos. Que tal utilizá-los da melhor forma possível? Proponha-se a ouvir mais e pense muitas vezes antes de falar qualquer coisa que possa machucar. Dê ouvidos a quem necessita expôr suas feridas emocionais ou mazelas existenciais. Seja paciente. Olhe ao seu redor. Muito próximo, com certeza,  há p