Alimento do saber





"Os poemas são pássaros que chegam

não se sabe de onde e pousam

no livro que lês.


Quando fechas o livro, eles alçam vôo

como de um alçapão.

Eles não têm pouso

nem porto

alimentam-se um instante em cada par de mãos

e partem.

E olhas, então, essas tuas mãos vazias,

no maravilhado espanto de saberes

que o alimento deles já estava em ti... "

Mário Quintana



Comentários

Sandra disse…
Quando escrevemos, depositamos o nosso eu, ainda que desapercebido, sempre e em cada verso terá um pouco de seu poeta. Não adianta escrever o que não está dentro de si. Como escrever o amor se não soubermos amar? seria o mesmo que dizer eu te amo sem sentir.Soaria falso, irreal.A poesia é a essência do poeta.Portanto tem que vir da alma, tem que ser alimento, tem que ser vida.Bjus
BLOGZOOM disse…
Desde a infancia, ler é uma viagem! Costumo voltar a reler reler uma pagina, um capitulo, como se estivesse vendo um album, uma coleção.

Beijos



(querido amigo, não faço mais parte do dihitt).
Guria Faceira disse…
olá guri
ler alem do conhecimento
é um grande alimento pra alma
capaz de nos fazer viajar neste mundo magico

bjim guri
Cecilia sfalsin disse…
São em momentos lúcidos que conseguimos viajar na imensidão das palavras, transformando poemas em sonhos, imaginações, contos, sentimentos e realidade...Quando escrevemos fazemos das letras detalhes do nosso viver....

Abraços