Reforme atitudes

 
"Desculpe!
Não é esse o meu ofício. 
Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. 
Gostaria de ajudar - se possível - 
judeus, o gentio ... negros ... brancos.
Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. 
Os seres humanos são assim. 
Desejamos viver para a felicidade do próximo - 
não para o seu infortúnio. 
Por que havemos de odiar ou desprezar uns aos outros? 
Neste mundo há espaço para todos. 
A terra, que é boa e rica, 
pode prover todas as nossas necessidades.
O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. 
A cobiça envenenou a alma do homem ...
 levantou no mundo as muralhas do ódio ... 
e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. 
Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. 
A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. 
Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. 
Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. 
Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura.
 Sem essas duas virtudes, 
a vida será de violência e tudo será perdido."
 

Charles Chaplin - O último discurso 
( O Grande Ditador ) 

Comentários

franciete disse…
Meu querido amigo, todos enchemos a boca diante uns dos outros para proclamar o amor e amizade, mas fazer algo em beneficio de alguém há muito pouco quem o faça. E quando chega a hora todos estamos cansados, e todos recuamos que temos mais que fazer, se ouvesse mais prontidão uma gotinha só que fosse. O mundo seria um Oceano de amor que tanta falta nos faz,
beijinhos de luz e paz
Anônimo disse…
Muito lindo! Tão atual e verdadeiro..
Um abraço
Bia
Jorge disse…
Grande PD

que mensagem forte e ao mesmo tempo delicado. Chaplin foi de uma sensibilidade e tanto. Soube captar a essência do homem não só no cinema mas também em suas escritas.
Grande amigo, valeu mais este texto!!!

Um forte abraço!!
*lua* disse…
Amigo,

Viemos neste mundo ajudar! sim ... mas será que temos pena extremada de nós mesmos e só nos vemos como únicos dignos de ajuda? Ou nos iludimos em pensar que ajudar ao próximo é sempre numa condição que estejamos superior?

abraços
Linda mensagem que muitos deveriam tomar conhecimento.

beijooo.