Ouço Vozes


"Ouço vozes

Que gritam

E xingam

Vozes horríveis

 

Ouço vozes

Que riem

E cantam

Vozes suaves

 

Ouço vozes

Dos pássaros

Que voam

Libertos

 

Ouço vozes

Da chuva

Que lava

O semblante assustado

 

Ouço vozes

Que mandam

E desmandam

Impiedosas

 

Ouço vozes

Quem nem sei bem

De onde vêm

Ou de quem

 

Ouço vozes indutivas

Intuitivas, permissivas

Comandantes vorazes

Amedrontadoras

 

Ouço essas vozes

Como um rádio

Em curto-circuito

A chiar no meu ouvido

 

Já ouço, mais um dia

Tantas vozes

Que me dizem

E desdizem

 

E entre tantas vozes

Só não ouço a minha"

Comentários

*lua* disse…
Querido Amigo!

Vozes ... difícil ... distinguir uma possível origem. Acredito sermos portais que em determinado período-fase ficam abertos e assim captamos tudo em nossa volta. Acredito que por falta de conhecimento-controle não consigamos discernir o que é bom e o que é ruim, então como uma esponja absorvemos todas as energias desse universo. Muitos podem chamar de esquizofrenia ... outros mediunidade ... outros estado de alteração alcoolico ... outros sensibilidade passageira dentre vários. A única coisa que acho razoável é Orai e Vigiai simples pedido a Deus para coisas que não compreendemos.

um ótimo final de semana e meu abraço
Glenda Dias disse…
Profunda a lucidez na desmedida vivida; digo eu.

A esquizofrenia são como um chapéu na cabeça da gente; disse ele ontem.

Adoro seu Blog!
Siga tb...existirsendo.blogspot.com
Podemos criar alguma expressão de sentimentos e emoçoes enquanto existimos sendo!
franciete disse…
A minha voz já não tem
o frescor que teve outrora
hoje não fala lamenta
esta dor que me devora

Tenho na garganta um nó
que só me quer sufocar
e no meu peito uma ferida
que não deixa de sangrar.

Beijinhos de luz e paz meu amigo de além mar
Dando Pitacos disse…
Seus versos fazem a gente parar e pensar. Pensar um pouco mais pra dentro de si próprio, numa tentativa de nos conhecermos melhor.

Muito legal o seu blog!
Rose disse…
Olá! Obrigada por sua visita em meu blog!
Adorei esse poema... profundo, mexe com a nossa imaginação!
Tenha um final de semana repleto de felicidades... um grande abraço!
Valdeir Almeida disse…
A questão da introspecção, não é? Ou melhor, da falta de introspecção.

Todos necessitamos ouvir a própria voz. A dos outros também é preciso, mas a nossa é que revela quem nós somos verdadeiramente.

Abraços e bom domingo.
Jeferson Cardoso disse…
Curiosa e interessante a proposta do blog. Certo que voltarei.

Agora deixo um abraço.

Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com