Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 5, 2009

SENTIMENTOS ESTAGNADOS

Um grande carro de luxo parou diante do pequeno escritório à entrada do cemitério e o chofer, uniformizado, dirigiu-se ao vigia. -- Você pode acompanhar-me, por favor? É que minha patroa está doente e não pode andar, explicou. Quer ter a bondade de vir falar com ela? Uma senhora de idade, cujos olhos fundos não podiam ocultar o profundo sofrimento, esperava no carro. -- Nestes últimos dois anos mandei-lhe cinco dólares por semana. -- Para as flores, lembrou o vigia. -- Justamente. Para que fossem colocadas na sepultura de meu filho. -- Vim aqui hoje, disse um tanto consternada, porque os médicos me avisaramque tenho pouco tempo de vida. Então quis vir até aqui para uma última visita e para lhe agradecer. O funcionário teve um momento de hesitação, mas depois falou com delicadeza: -- Sabe, minha senhora, eu sempre lamentei que continuasse mandando o dinheiro para as flores. -- Como assim? Perguntou a senhora. -- É que... A senhora sabe... As flores duram tão pouco tempo, e afi

PODER PESSOAL

Temerosos de que os homens se igualassem aos próprios habitantes do Olimpo, os deuses da Grécia antiga realizaram uma longa reunião para decidir a maneira mais adequada de manter os humanos sem a consciência de seu próprio potencial. Várias foram as propostas. Houve quem pensou em esconder o potencial humano nos indevassáveis abismos dos oceanos, mas este foi lembrado que, no futuro, o homem penetraria o mais profundo dos mares. Outro propôs ocultar este potencial nas mais altas montanhas da Terra, mas tal proposta não foi aceita, porque o homem, em um dia não muito distante, alcançaria os mais elevados picos. Outro sugeriu esconder tal riqueza humana na Lua, mas logo todos se deram conta de que o homem iria habitá-la no futuro. Por fim, todos aceitaram uma estranha proposta: o potencial humano deveria ser escondido dentro do próprio homem. De acordo com tal resolução, Zeus, dono da palavra final, disse: - O homem é tão distraído e tão voltado para fora de si que nunca pensará em encon

Persévérance

Baseado e adaptado do livro de James Fenimore Cooper o filme “O Último dos Moicanos” é uma obra que retrata batalhas durante a guerra dos sete anos entre ingleses e franceses. Mais do que isso, é uma bela obra, que desperta Sentimentos . Trata da solidariedade e perseverança vivida por um grupo de pessoas de origens bastante diferentes durante o processo de formação dos Estados Unidos da América no século XVIII. Duas jovens precisam atravessar o território americano dominado pelos franceses, durante a Guerra dos Sete Anos. Para tanto, contam com a companhia de um oficial inglês, dois índios ( pai e filho ) e um homem “branco” criado por essa tribo. Esses dois índios moicanos são os últimos representantes de valorosa tribo e sua dignidade irá influenciar os rumos da trama. Caminhando por paisagens inóspitas, eles vão descobrir o que há de mais selvagem e mais civilizado nas próprias relações humanas . Desde a concepção e crescimento no útero materno, a vida trava batalhas e desa