Não é a cor do invólucro



 Um velho homem vendia balões numa quermesse.
Para atrair compradores, o homem deixou um balão vermelho soltar e elevar-se nos ares.
Perto dali, a observar, havia um menino negro, apreciando com encanto os balões.
Depois de soltar o balão vermelho, o homem soltou um azul, depois um amarelo e finalmente um branco.
Todos foram subindo até sumirem de vista. O menino, de olhar atento, seguia cada um, sem ao menos piscar.
Ficava imaginando mil coisas, mas tinha algo que o aborrecia: o homem não soltava o balão preto.
Então aproximou-se do vendedor e lhe perguntou :

-- Moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros ?
 O vendedor de balões sorriu compreensivamente para o menino, arrebentou a linha que prendia o balão preto e enquanto ele se elevava nos ares disse :
 -- Não é a cor do invólucro, filho, isso é só tinta por fora!
-- É o que está dentro que faz a diferença.

Comentários

Bom dia para mim, para você pode ser bom dia, boa noite, ou boa tarde, também pouco importa.
O importante aqui e agora, é que passei por este espaço e me agradou os seus postes, me vejo em cada um deles por incrivel que pareça, mas cada um diz sempre um puco de nós.
Louvo a sua ideia de partilhar com milhares de passantes, assim como eu estas maravilhas da vida.
Que a partir de agora voltarei, sim para ler e ir dizendo algo em seu abono por aquilo que escreve, dar um pouco de nós não tira pedaço e só acaba por nos enaltecer.
Tenha um bom dia , uma boa noite, ou uma boa tarde