Pular para o conteúdo principal

Jabuticabas e asas


Há muito tempo atrás... depois do mundo ser criado, houve um dia numa tarde de céu azul e calor ameno um encontro com Deus e seus incontáveis anjos.
Deus estava sentado, calado, sob a sombra de um pé de jabuticaba.
Deus erguia suas mãos então colhia uma ou outra fruta, saboreava sua criação negra e adocicada.
Fechava os olhos e pensava.
Permitia-se um sorriso piedoso.
Mantinha seu olhar complacente.
Foi então que das nuvens um de seus muitos arcanjos desceu e veio em sua direção.
Você já ouviu a voz de um anjo?
É como o canto de mil baleias.
É como o sorriso de todas as crianças do mundo.
É como um sussurro da brisa.
Suas asas eram lindas... brancas... imaculadas...
Ajoelhou-se aos pés de Deus e falou:
-Senhor, visitei sua criação como pediu.
Fui a todos os cantos.
Estive no sul e no norte, no leste e no oeste.
Vi e fiz parte de todas as coisas.
Observei cada uma de suas criaturas humanas.
E por ter visto, vim até o Senhor para entender.
Por que cada uma das pessoas desta terra tem apenas uma asa?
Nós anjos temos duas...podemos ir até o amor do Senhor sempre que desejarmos.
Podemos voar para a liberdade sempre que quisermos.
Mas os humanos com sua única asa não podem voar.
Não podemos voar com apenas uma asa...
Deus na brandura dos gestos, respondeu pacientemente ao seu anjo:
-Ah, sim...eu sei disso.
Sei que fiz os humanos com uma asa...
- Mas por que Senhor deu aos homens apenas uma asa quando são necessárias duas asas para voar...para poder ser livre?
Conhecedor que é de todas as respostas, Deus não teve pressa
para falar. Comeu outra jabuticaba, obscura e suave.
Então respondeu:
- Ah, eles podem voar sim meu anjo.
Dei aos humanos apenas uma asa para que eles pudessem voar mais e melhor do que vocês meus arcanjos.
Para voar, meu amigo, você precisa de duas asas...embora livre, estará sempre sozinho...
Mas os humanos... os humanos com sua única asa, precisarão sempre dar as mãos para alguém, a fim de terem suas asas...
Uma outra asa no mundo completa o par...
Assim eles aprenderão a respeitar-se, pois ao quebrar uma única asa de outra pessoa podem estar acabando com suas próprias chances de voar.
Assim meu anjo, eles aprenderão a amar verdadeiramente outra pessoa... aprenderão que somente permitindo-se amar elas poderão voar...
Tocando a mão de outra pessoa em um abraço correto e afetuoso eles poderão encontrar a asa que lhes falta... e poderão finalmente voar.
Somente através do amor irão chegar até onde estou... assim como você meu anjo.
E eles nunca... nunca estarão sozinhos quando forem voar.
Deus silenciou em seu sorriso.
O anjo compreendeu tudo o que foi dito.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Velhos Tempos

Tudo muda.... Houve um tempo em que se pedia “a benção” aos pais quando se acordava pela manhã ou se deitava para dormir, assim como antes de sair de casa. Hoje os filhos nem sabem o que significa pedir “a benção”, Afinal mal falam bom dia ou boa noite. E para sair de casa nem precisam falar aonde vão. Um filho, nesse tempo, referia-se aos pais ou pessoas mais velhas como “Sr” e “Sra”. Hoje os filhos se referem aos pais ou pessoas mais velhas como “Você”, Afinal nem sabem o significado de um pronome de tratamento respeitoso. Houve um tempo que não se falava enquanto adultos estivessem falando. Hoje os filhos falam enquanto os pais se obrigam a ficar quietos, Afinal nem sabem o que é ouvir. Os filhos, certamente, compreendiam o olhar recriminador de seus pais. Hoje se um pai lança um olhar recriminador ao filho, Passará despercebido ou ouvirá: “que cara feia é essa, velho?” Houve um tempo em que um filho pedia, por favor, ou “eu posso?” Hoje um filho não pede, por favor, e

Vivemos esperando

Novamente estamos nos aproximando de mais um final de ano. É impressionante como o tempo está passando rápido. Diria mesmo que está "voando". Essa constatação nos faz refletir sobre aquele velho dito popular: "Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje". Seja feliz, não espere que amanhã seja melhor. Torne hoje seu dia o melhor. Não perca tempo com situações estressantes. Não dê atenção àquilo que bloqueia sua felicidade. Não crie dificuldades para sua felicidade. Ser feliz é muito fácil, mais fácil ainda é impedir que aconteça. O tempo passa e você vai viver esperando o que? Dias melhores

Horizonte comodista

João trabalhava em uma empresa há muitos anos. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com seus 20 anos de casa. Um belo dia, ele procura o dono da empresa para fazer uma reclamação: -- Patrão, tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua empresa com toda a dedicação, só que me sinto um tanto injustiçado. O Juca,que está conosco há somente três anos, está ganhando mais do que eu. O patrão escutou atentamente e disse: -- João, foi muito bom você vir aqui. Antes de tocarmos nesse assunto, tenho um problema para resolver e gostaria da sua ajuda. Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal após o almoço. Aqui na esquina tem uma quitanda. Por favor, vá até lá e verifique se eles têm abacaxi. João, meio sem jeito, saiu da sala e foi cumprir a missão. Em cinco minutos estava de volta. -- E aí, João? -- Verifiquei como o senhor mandou. O moço tem abacaxi. -- E quanto custa? -- Isso eu não pergunt