FATOS x MITOS

FALANDO DE ESQUIZOFRENIA

FATO: Há uma variedade de equívocos sobre as causas da esquizofrenia
MITO: A esquizofrenia é causada por espíritos malignos ou por bruxaria.

A esquizofrenia não é provocada por uma "maldição ou mau-olhado".
A esquizofrenia não é uma punição divina pelos pecados da família.
A esquizofrenia não é causada por falta de fé em Deus.
A esquizofrenia não é resultado de um amor frustrado.
A esquizofrenia não é provocada pela leitura de muitos livros.

FATO: Transtornos mentais e violência estão intimamente ligados na mente do público. O relato sensacionalista da mídia (alguma vez você já leu a manchete: "Homem São Mata uma Família de Quatro Pessoas?) tem grande fatia de culpa, assim como a televisão e as representações cinematográficas de assassinos enlouquecidos. Outro fator contribuinte é o uso popularmente incorreto de termos psiquiátricos como "psicótico" e "psicopata". O estereótipo do doente mental violento causa temor no público e faz com que todos procurem evitá-lo. Pessoas com doenças mentais, em geral não são mais perigosas do que indivíduos sadios da mesma população. Indivíduos com esquizofrenia mostram uma taxa levemente maior de crimes de violência, mas tais atos são quase sempre cometidos por aqueles que não estão recebendo tratamento médico adequado. Na verdade, pessoas com esquizofrenia são muito mais prováveis de serem violentas consigo mesmas do que com os outros. Quarenta a cinqüenta por cento das pessoas com esquizofrenia tentam suicídio; dez por cento são bem sucedidas.
MITO: Pessoas com esquizofrenia tendem a ser violentas.Oito coisas a lembrar sobre o estereótipo da violência:
O tratamento reduz drasticamente o risco de violência. O tratamento precoce também pode ajudar a melhorar a confusão e o sofrimento decorrentes de um surto psicótico completo.
O risco de violência não se deve necessariamente à esquizofrenia, mas sim a uma combinação de transtornos.
A contribuição de pessoas com esquizofrenia para a incidência geral de crimes é relativamente pequena.
A violência associada à esquizofrenia é mais comumente direcionada a um membro da família e, na verdade, a probabilidade maior é que o doente machuque a si próprio.
Pessoas com esquizofrenia não representam um risco para as crianças.
O risco de violência em pessoas com esquizofrenia parece ser muito similar ao da população sadia, quando o abuso de substâncias é desconsiderado.
O risco de ofensas sexuais associados à esquizofrenia é baixo.
Apenas uma pequena porcentagem das pessoas com esquizofrenia é responsável pelo comportamento violento que ocorre em decorrência do transtorno.

Comentários